Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1267 ano 2017
Data:

Principal Ação Social


Crianças internadas em Hospital Regional de Araguaína ganham brinquedos

Ação foi organizada pelo Núcleo de Educação Permanente, o Departamento de Recursos Humanos e a Comissão de Humanização da unidade.

Por: Divulgação
10/10/2017 11h:06min Atualizada em 10/10/2017 11h:15min
Foto: Ricardo Sottero
Liga de Palhaçoterapia animaram as crianças e entregaram presentes

O Dia das Crianças chegou mais pequenos para os pequenos internados no Hospital Regional de Araguaína – HRA. O Núcleo de Educação Permanente, o Departamento de Recursos Humanos e a Comissão de Humanização da unidade uniram forças para promover uma campanha de doação de brinquedos, que foram entregues na manhã desta terça-feira (10).

Para animar a ação, os alunos de Medicina do Centro Universitário ITPAC, que fazem parte da Liga de Palhaçoterapia, estiveram presentes. Eles percorreram todas as enfermarias do hospital, conversando com as crianças e entregando os presentes.

A estudante Lena Mourão aprovou a iniciativa, que levou diversão para o pequeno Gabriel de dois anos. “A gente se sente bem querido, foi uma expressão bem carinhosa do Hospital. A atenção com a criança é muito grande e a alegria sempre traz a melhora mais rápida”.

O colorido das roupas e das pinturas nos rostos das meninas da Liga de Palhaçoterapia encantaram as crianças que não continham os sorrisos quando viam as voluntárias chegando. A vice-presidente da Liga, Natália Frederico Giuvanucchi, contou que o trabalho realizado com os pacientes também leva conforto para os pais.

“O nosso trabalho é voltado para aquela criança que está um pouco mais isolada, doentinha, mais debilitada e às vezes o Dia das Crianças dela passaria despercebido. Por isso a gente traz um pouco de alegria para ela, até porque está totalmente relacionado com a recuperação dela, já é comprovado. E os pais ficam mais aliviados”.

O presente que o Lucas Gabriel, de dois anos, ganhou deixou a mãe, Helena Pereira de Sousa, muito satisfeita. “É muito bom para nós e para o meu filho que ficou muito feliz. Ele estava querendo mesmo ganhar um violãozinho desse. Meu marido até procurou, mas não achou”, enfatizou a doméstica.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins