Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1267 ano 2017
Data:

Principal Economia


Número de endividados volta a crescer em Palmas, segundo pesquisa

Dados da pesquisa do CNC apontam que o número de endividados saltou de 66,8% dos consumidores entrevistados em outubro para 69,1%, em novembro. Apesar do endividamento ter crescido, a inadimplência caiu na comparação mensal, passando de 15,1% para 14,6%.

Por: Divulgação
06/12/2017 12h:01min Atualizada em 06/12/2017 12h:01min

Palmas registrou aumento no número de endividados, saltando de 66,8% dos consumidores entrevistados em outubro para 69,1%, em novembro. Apesar do endividamento ter crescido, a inadimplência caiu na comparação mensal, passando de 15,1% para 14,6%.

Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), que é divulgada mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em parceria com a Fecomércio Tocantins.

“Tanto o aumento no número de endividados quanto a diminuição na quantidade de consumidores que têm contas em atraso são reflexos de uma realidade nacional”, comenta o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni.

Entre os inadimplentes, 0,2% afirmaram que não terão condições de quitar as contas em atraso no próximo mês. Sobre o principal tipo de dívida, os três mais recorrentes continuam nas planilhas dos palmenses: 75,8% apontam o cartão de crédito, 25,5% indicam o financiamento de automóveis e 23,9%, os carnês.

A pesquisa mostrou, ainda, que o tempo médio de atraso das contas é de 45 dias. Os consumidores passam cerca de 8 meses comprometidos com dívidas e empenham 33% de sua renda com contas.

A pesquisa completa está disponível no site www.institutofecomercioto.com.br.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins