Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1267 ano 2017
Data:

Polícia Apreensão de drogas


Polícia Civil apreende dois suspeitos por tráfico de drogas em Tocantinópolis

Uma caixa térmica contendo 12 barras de maconha prensada e 750 gramas de crack, na gaveta de uma cômoda, foram encontradas com os traficantes.

Por: Divulgação
05/12/2017 16h:35min Atualizada em 05/12/2017 16h:35min
Foto: Divulgação
Maior apreensão de maconha e crack já registrada em Tocantinópolis

A Polícia Civil, por meio da 2ª Delegacia Regional de Tocantinópolis, deflagrou na tarde da última segunda-feira  (04), a operação "4 e 19... em ponto!", a qual resultou na apreensão de aproximadamente 6 kg de drogas e na prisão de Hefrain Jonatan Sousa Gomes, de 39 anos, e Denisvan Souza dos Santos de 21 anos, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Após alguns meses de investigação, o Delegado Regional Thiago Daniel de Morais, responsável pela operação, representou pela busca e apreensão na casa de Hefrain, a qual foi deferida pelo Juízo Criminal da Comarca de Tocantinópolis. Durante o cumprimento da ordem judicial, Hefrain foi surpreendido com um tablete de maconha, pronto para a venda, em mãos e, de imediato, alegou que a droga era para consumo próprio, uma vez que era apenas usuário. 

No mesmo local estava Denisvan, que se mostrou muito apreensivo com a presença da polícia e não queria nem dizer seu nome enquanto Hefrain insistia que ele era apenas um amigo que estava lá fazendo um trabalho da faculdade, porém, a cada minuto que se passava Denisvan ficava mais nervoso com aquela situação, o que aumentou ainda mais a desconfiança dos policiais civis no local. 

Diante disso, mesmo Hefrain e Denisvan querendo a todo momento, confundir os policiais, estes conseguiram descobrir o seu endereço onde encontraram, no quarto da sua casa, uma caixa térmica contendo 12 barras de maconha prensada e 750 gramas de crack, na gaveta de uma cômoda. Na cozinha ainda foi encontrado um pote de sorvete cheio de maconha prensada já dividida em pequenas porções, prontas para a venda, idênticas à que foi encontrada com Hefrain. 

Além da droga, os policiais civis também localizaram e apreenderam material para o preparo e embalo e venda do entorpecente. Desta forma, ao todo foram apreendidos 5,250 Kg de maconha prensada e 750 gramas de crack, resultando, assim, na maior apreensão de maconha e  crack já  registrada em Tocantinópolis. 

Ainda conforme o delegado regional, Hefrain gostava de postar fotos nas redes sociais exibindo cigarros de maconha e a droga ainda em natura, sendo que uma dessas fotos chamou a atenção onde este aparece fumando um cigarro de maconha e, de forma debochada, escreve “4e20..Heim”, ponto, demonstrando total despreocupação e desrespeito às leis e às instituições. Todavia, neste dia 04/12/2017, a Polícia Civil chegou um minuto antes, impedindo assim que ele continuasse debochando da cara da sociedade. 

Ao serem interrogados, Hefrain insistiu dizendo que era apenas usuário e que a droga encontrada com ele era apenas para o seu consumo e que havia comprado o entorpecente do seu amigo Denisvan por R$ 50,00. Denisvan por sua vez, não quis responder a maioria das perguntas feitas pelo Delegado, insistindo a todo tempo que a droga encontrada em sua casa não era sua e que ele não era traficante, mas apenas estudante.

Após a lavratura do auto de prisão em flagrante, Hefrain e Denisvan foram  conduzidos para a Cadeia Pública de Tocantinópolis, onde vão  aguardar presos o término das investigações. A operação também contou com o apoio do delegado Teofábio Siqueira.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins