Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1261 ano 2017
Data:

Principal Policial


Polícia Civil apreende material utilizado em explosão de caixa eletrônico

Os seis quilos de explosivos foram encontrados com Maria do Rosário Alves Pereira de 42 anos, Manoel Luis Batista de 69 e um menor.

Por: Divulgação
11/10/2017 11h:08min Atualizada em 11/10/2017 11h:08min
Foto: Divulgação
Artefatos explosivos apreendidos pela Deic - Palmas seriam utilizados para explodir caixas eletrônicos

A Polícia Civil apreendeu cerca de seis quilos de explosivos e a suspeita é de que o material seria utilizado em explosão de caixa eletrônico, por conta da composição com cordéis detonantes e espoletas. A apreensão foi na última terça-feira (10), por intermédio da Delegacia Estadual de Investigação Criminais – Deic-Palmas. Foram presos em flagrante, com o artefato explosivo, Maria do Rosário Alves Pereira de 42 anos e Manoel Luis Batista de 69.

De acordo com o Delegado titular da Deic, Wanderson Chaves de Queiroz, os suspeitos foram presos no momento em que estavam desenterrando o material em um matagal próximo a Quadra 605 sul.

Conforme foi apurado pela Polícia Civil, os suspeitos presos pela Deic com os explosivos, são acusados de praticar crimes contra de praticar crimes contra agência bancárias do Banco do Brasil em Pium – TO e Natividade – TO, respectivamente. De acordo com as investigações, Maria do Rosário Alves Pereira recebeu ordens do marido para desenterrar os objetos e repassar uma parte para a quadrilha.

Para cumprir a ordem do marido, Maria do Rosário contou com a ajuda de Manoel Luis. No momento da prisão, os dois investigados e um adolescente de 15 anos, filho da mulher, estavam adentrando o matagal com ferramentas que seriam utilizadas para desenterrar os explosivos.

Diante dos fatos, Manoel Luis e Maria do Rosário foram autuados em flagrante pela prática dos crimes de posse de emulsões explosivas e corrupção de menores. O adolescente infrator assinou um Boletim Circunstanciado de Ocorrência (BOC) e foi entregue ao responsável.

O delegado Wanderson Chaves ressalta que as investigações continuam no sentido de identificar os demais integrantes da quadrilha e afirma que a quantidade de explosivos apreendidas pela Deic seria suficiente para destruir três caixas eletrônicos.  “A Polícia Civil está atenta, vigilante e atuando de maneira firme no sentido de investigar, não somente crimes já ocorridos, mas também impedir que ações criminosas, como esta, venham a ocorrer no Estado”, pontuou.

Manoel Luis foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Palmas -CPPP e Maria do Rosário foi recolhida à Unidade Prisional Feminina da Capital, onde permanecerão a disposição do Poder Judiciário.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins