Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1264 ano 2017
Data:

Principal Tramita no Senado


Siqueira Campos manifesta ser contrário à transposição do rio Tocantins

"Sou nordestino, no entanto sou contra, pois fere os interesses de ambos os lados" disse o ex-governador Siqueira Campos em vídeo divulgado pelas redes sociais. Kátia Abreu também se manifestou contraria à transposição e o deputado Carlesse lançou um abaixo assinado online visando impedir a aprovação projeto no Senado.

Por: Redação
14/11/2017 10h:22min Atualizada em 14/11/2017 16h:33min
Foto: Reprodução
"Sou contra, o nosso estado não merece isso", ressaltou o ex-governador

Em um vídeo divulgado pelas redes sociais, nesta quarta-feira (14), o ex-governador Siqueira Campos se manifestou contrario a transposição do rio Tocantins para o rio São Francisco. "Sou nordestino, no entanto sou contra, pois fere os interesses de ambos os lados", justificou. A proposta é de autoria do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) e foi aprovada no dia 30 de outubro na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, em caráter conclusivo, e seguiu para discussões e votação no Senado.

O ex-governador lembrou que as águas do Tocantins não são inesgotáveis, "Sou contra, o nosso estado não merece isso", ressaltou. Para o ex-governador as águas do rio não podem ser levadas para qualquer outro lugar.

O projeto de Lei prevê a inclusão no Plano Nacional de Viação, da interligação entre o Rio Tocantins e o Rio Preto, localizado no oeste da Bahia e que faz parte da bacia hidrográfica do Rio São Francisco, com o propósito de assegurar a navegação desde o Rio São Francisco até o Rio Amazonas. Trata-se de uma proposta antiga, tendo sido apresentada ainda no ano de 1990, por meio do Projeto de Lei de nº 4797, matéria que foi reapresentada em 2013, agora com o nº 6569.

Abaixo Assinado

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Mauro Carlesse (PHS), lançou nesta segunda-feira (13), umaampanha online contra a transposição . Segundo o parlamentar, a iniciativa visa evitar que o Senado aprove a matéria. O projeto prevê um percurso de 733 KM de interligação entre o Tocantins e o rio Preto, na Bahia, vinculado à bacia do São Francisco. A senadora Kátia Abreu e o ex-governador Siqueira Campos também manifestaram serem contrários a proposta.

O abaixo assinado está hospedado no site Petição Pública, que presta um serviço público gratuito de abaixo-assinados destinado a qualquer cidadão ou organização civil. O objetivo é que as petições e abaixo-assinados online mobilizem a população sobre temas relevantes.

O deputado alerta que o nível das águas do rio Tocantins baixa ano após ano, prejudicando o turismo e a pesca e a produção agropecuária. E, em alguns trechos, como no município de Tocantinópolis, região Norte do estado, já é possível fazer a travessia do rio a pé.

Por considerar a transposição prejudicial para o Estado, Carlesse apresentou no final de setembro um projeto de lei que visa a garantir a preservação dos recursos hídricos do Tocantins..

Kátia Abreu

Em nota divulgada a imprensa, a senadora Kátia Abreu disse ser "veementemente" contrária à transposição do Rio Tocantins para a Bacia do São Francisco. Para a parlamentar "a salvação de um rio não pode significar a condenação de outro. Pelo contrário, precisamos manter todos os nossos rios vivos e garantir que eles cumpram sua função social".

Para a senadora, os estudos da Agência Nacional de Águas (ANA) e do próprio Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco reforçam essa preocupação de que o rio Tocantins não tem volume nem vazão suficientes para suportar uma transposição. "E a cada ano seu volume reduz. Todos nós vimos durante a seca deste ano que, em vários pontos do estado, era possível atravessar o leito à pé. Onde havia água em abundância, hoje há pedras e areia", pontua.

Segundo Kátia Abreu, no lugar de uma nova e dispendiosa transposição, a atitude a ser tomada para garantir água no São Francisco seria revitalizar sua bacia.

 

 

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins